quarta-feira, novembro 30, 2005

Nós e os computadores

Na nossa sala de Jardim-de-infância não há computadores. Quando queremos trabalhar neles vamos ao centro de recursos da EB1.
Antes da primeira sessão no Computador “à séria” foram colocados na sala um teclado, um monitor e um rato, desligados tanto da corrente como entre si.
As crianças estavam em actividade livre e, aparentemente, não deram por isso.
Após algum tempo já estavam três crianças à volta do teclado. Mexeram, sem medo, teclando com força, sem atentar nos símbolos.



Uma das crianças tentou ligar os vários fios uns aos outros, tentou encaixar as diferentes fichas. Esteve nisto bastante tempo. Outro dos rapazes sentou-se em frente do ecrã, que orientou para si e fingiu dirigir um automóvel. Foi imitado pelo outro. Estavam a jogar Playstation. O terceiro continuou a tentar ligar fios.
Após esta tentativa de organização tentaram a ligação. Exploração de material, manipulação de fios tentativa de ligação... uma das crianças ligou os vários fios com nós.

Descobriram que o ecrã tem um botão atrás. As que manipulam chamam todas as outras: “Descobrimos!!!! Tem aqui um botão!!!” Todos ocorrem dos diversos pontos da sala. Todos querem ver o botão e experimentar ligar. Ligam e sentam-se ou colocam-se na expectativa do que vai aparecer. Batem impacientemente nas teclas, manipulam o rato:
-“Olha!! Já está a dar uns risquinhos!!!”
Apontam o ecrã, limpam-no e fixam mais a vista. Os de trás empurram os da frente para verem também.


Depois é o desencanto... Afinal não dá nada....
Aproveito o momento em que nos encontramos todos juntos e expectantes:
Conversamos, do porquê de não dar, do que vamos precisar de fazer, de como vamos identificar este espaço, de quem tem experiências no computador.
É a descoberta de que o computador não tem vida própria, funciona a electricidade. Esta descoberta é fundamental para que as crianças possam encarar o computador com um espírito crítico, possam saber que elas, como pessoas, são superiores aquele objecto, são elas que o dominam e não o contrário. O ser humano não precisa de ser ligado à electricidade. Pensa. O computador não.
Pode passar despercebido aos adultos que de tanto recomendarmos cuidado com este objecto, de tanto “implorarmos”, “zangarmos”, “conversarmos” com ele, passamos a imagem à criança que ele é que manda em nós e não o contrário. Quantas vezes verbalizamos, na frente destes meninos observadores e críticos: “ELE não me está a deixar fazer nada!!!” ou “ Agora eu mando fazer uma coisa e ELE faz outra…”


Combinamos que vai cá ficar este material, mas será para brincar ao faz de conta. Vamos identificar o canto com um cartaz.
Partimos para a pesquisa nas revistas e para o recorte.








Numa sessão posterior fazemos teclados de cartão:

Estes teclados servem para brincarmos nos diversos cantinhos da sala. Na casinha, na loja, no escritório... Andamos com eles de um lado para o outro.





A Nossa Correspondência

A troca de correspondência dos Engraçados – JI Raquel Gameiro com os Serrinhas – 1º ano Serra Minas


Olá colegas:>> Somos os meninos do 1º ano da professora Cláudia. Somos muito amigos e> hoje o nosso amigo Igor faz anos! Ele faz 6 anos e contou-nos que gostava> de ter um lápis novo de prenda de anos. Nós queríamos mandar-vos> desenhos,> será que podemos? Eles são muito bonitos. Se um dia tiverem tempo, podem> vir cá visitar a escola. Ela é muito grande. Nós gostamos dela e é muito> bonita. Também queremos os vossos desenhos!> O nosso amigo Cláudio gostava de saber se há algum menino chamado Cláudio> na vossa sala.> E a vossa sala é bonita ou não?> Manda-mos uma foto do nosso painel de outono para vocês.> Beijinhos e adeus


Este foi o primeiro mail que os “Engraçados” receberam e que os deixou eufóricos. Só nesta altura perceberam que a comunicação era real e que pelo computador podiam chegar “recados” de outros meninos. De imediato quiseram responder ao recado e foi ponto assente que iríamos enviar um lápis ao Igor pelo seu aniversário.
Partimos para a pesquisa de imagens que pudessem ajudar na nossa resposta e o resultado foi e este:




Amiguinhos!!!!!

Ficámos felizes por receber a vossa *(carta).

Chegou à nossa , (caixa do correio) !

Parabéns para o Igor!!!!!!!.

Nós temos quase 6 anos mas ainda só temos 5....
A DÉBORA está quase a fazer , 6 também.... é em Janeiro.


Aqui vai um lápis para o IGOR, com os nossos PARABÉNS! ! ! ! ! ! !

Podem mandar-nos desenhos, sim, nós também vamos mandar para vocês.

Obrigada pelo convite para visitar a vossa (escola), mas não podemos ir a pé que é longe, disse a Zé, e não podemos ir de (autocarro) porque é caro e de
(carro) não cabemos que somos muitos.


Da vossa (escola) vê-se a (serra) Porque é que são os SERRINHAS

Nós somos os engraçados porque nos achamos engraçados...

Podíamos ser chatos, divertidos, faladores ou outra coisa qualquer mas somos mesmo é engraçados porque gostámos deste nome.

Neste momento somos só 4: a DEBORA, a SOFIA, o MIGUEL e a MARIA, mas outros engraçados virão aqui ao (computador) mandar as suas + (mensagens).

Adeus, bom trabalho.

(Que pena...as nossas figuras não aparecem... onde há palavras entre parentisis existem figuras que pesquisámos no PC )



Engraçados.blogspot.com

terça-feira, novembro 29, 2005

Outono




Aqui estão as nossas fotos do Outono.

segunda-feira, novembro 28, 2005

Magusto e Castanhas




Os nossos amigos "Serrinhas" mandaram-nos estas fotos dos seus trabalhos com castanhas:

segunda-feira, novembro 07, 2005

E que tal esta fofura?????





Adorámos este ursinho.....

Vejam a nossa pesquisa...








Procurámos pássaros para decorar o nosso blog.

Vejam só :-)

Lindos, não são?????

AQUI ESTAMOS NÓS !!!!!!


Olá!!!!!

Nós somos os alunos da Pré Escolar do Jardim de Infância Raquel Gameiro.

Temos 5 anos e gostamos de brincar no Computador.